O senador Eduardo Girão escancarou uma empresa que recebeu R$ 48 milhões de recursos do Ceará para criar um medicamento à base de maconha. Ao ir no local, o parlamentar teve uma “surpresa”. A empresa era de fachada. De acordo com Girão, a Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) se omite a investigar essas circunstâncias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s