Numa clara afronta ao Exército, a Ministra do Supremo Tribunal Federal, Carmem Lúcia, deu um prazo de 5 dias para Ministério da Defesa explicar o sigilo em processo do general Pazuello.
Prazo para Exército explicar-se se encerra nesta segunda feira.

Em entrevista ao Jornal da Cidade Online, o mestre em direito público e militar da reserva Renato Gomes, explica que mesmo que o exercito descumpra a ordem do STF, não aconteceria nada, e que no máximo, ocorreria uma decisão judiciária, pedindo que o sigilo do processo fosse revelado.

“Aí a questão é: O Exército vai fazer isso? Vai se submeter a esse tipo de decisão, que não tem nenhuma base jurídica? É manipulação de princípios que eles fazem para legitimar qualquer coisa que a caneta determine.” Analisa o doutor.


Vale frisar que o sigilo do processo do general Pazuello é matéria Interna Corporis, e não cabe a intromissão do STF.

@Quemuel Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s